notícias
Parada Obrigatória
18/12/2016 :: CFCX no Mundo #02


Para os apaixonados por fotografia, o museu Fotografiska, em Estocolmo, é ponto turístico obrigatório. Trata-se de um dos maiores pontos de encontro da fotografia contemporânea no mundo. Todo ano, o Fotografiska recebe quatro grande exposições de fotógrafos mundialmente conhecidos, além de 20 pequenos projetos, incluindo uma exposição do melhor jovem fotógrafo da Escandinávia – escolhido anualmente por um júri altamente qualificado.

No local também há uma loja onde encontra-se livros diversos sobre fotografia e outras artes, reproduções de algumas imagens de cada exposição, camisetas, entre outros. Mas além de ser um local de inspiração e (muita) reflexão, no Fotografiska também são oferecidos cursos de fotografia em várias áreas, desde portrait até produtos. Há também cursos de fotografia para mamães e papais que estejam de licença maternidade/paternidade. Com um pequeno detalhe, claro: as aulas e workshops são em sueco.

O brasileiro Sebastião Salgado teve sua obra Gênesis exposta no Fotografiska entre junho e setembro de 2014. Ainda hoje é possível adquirir pôsteres 70cmx50cm com reprodução de uma das imagens do acervo, por 150:- SEK, aproximadamente R$ 55,00. Outros grandes fotógrafos também já estiveram em exposição no museu, entre eles Annie Leibovitz, David LaChapelle, Elliot Erwitt e Henri Cartier-Bresson.

A mais recente exposição é do fotógrafo Albert Wiking, chamada We Have a Dream e está aberta até fevereiro de 2017. São 114 retratos de pessoas inspiradoras e que tiveram coragem para dar o primeiro passo em direção a seus sonhos.

“As pessoas neste projeto são a prova de que é possível mudar. Em igualdade de condições é que eles estão todos juntos com o seu retrato, sua história e seu próprio sonho de um mundo mais caridoso. De Lund (na Suécia) ao 38º andar do edifício da ONU em Nova York. Desde Kofi Annan até Ida Engblom em Karlstad. We Have a Dream não é uma história de santos ou super-heróis. Aqui ninguém é infalível, mas todos eles em algum momento começaram a sonhar” diz o fotógrafo Albert Wiking, ao descrever a exposição.

As fotografias de Wiking são tocantes, inspiradoras e provocantes. Ele procede muitas vezes com pequenos meios para alcançar interior de uma pessoa. As imagens demonstram uma seriedade em combinação com um brilho de brincadeira. São retratos de pessoas em suas mais variadas expressões – que as caracterizam da forma mais natural possível. Uma grandiosa exposição para nos fazer pensar.

Essa exposição é acompanhada de entrevistas com as diversas personalidades fotografadas por Wiking, e todo o material referente a esse projeto também será lançado em livro, a ser vendido no Fotografiska.

Se as maravilhosas exposições já não fossem, por si, motivo suficiente para ir ao Fotografiska, aqui vai mais um: a partir das janelas do café, no último andar do edifício, é possível ter uma das mais lindas vistas de Estocolmo! O café/restaurante também serve drinks e é uma excelente alternativa para o fim do dia ou para fugir do frio congelante.

Clique aqui para visitar o site do museu e saber mais sobre as exposições. Precisando de ajuda com a tradução, estou à disposição.

Boas Festas a todos e até ano que vem!

God Jul, Gott Nytt År.

Vi hörs!

Carol
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Autor: Carregando
Clique para ver a foto